Partido toma atitude contra prefeito que sugeriu ‘castrar meninas’; Saiba mais

Foto: Reprodução/Redes sociais.

O partido Solidariedade comunicou neste domingo que expulsará de seus quadros o prefeito de Barra do Piraí (RJ), Mário Esteves, por conta de uma declaração na qual o gestor sugeriu a castração de mulheres no município. Em discurso na última quinta-feira em Barra do Piraí, município a cerca de 120 quilômetros do Rio, Esteves falava sobre a inauguração de uma creche quando declarou que seria preciso “começar a castrar essas meninas”, caso contrário “haja creche para ser construída nos próximos anos”.

Em nota assinada pelo deputado federal Áureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), presidente do diretório estadual do partido, o Solidariedade afirmou que decidiu pela expulsão de Esteves “por sua fala misógina, demonstrando total desrespeito às mulheres”. “O Solidariedade não tolera discursos, ações e demonstrações de qualquer tipo de preconceito”, afirma a nota.

Na antevéspera, a direção do Solidariedade em São Paulo havia determinado outra expulsão, a do advogado Hery Kattwinkel, por ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) no início do julgamento dos envolvidos nos atos golpistas de 8 de janeiro. Kattwinkel era o responsável pela defesa de um dos réus condenados pelo Supremo.

O prefeito de Barra do Piraí se elegeu em 2020 pelo Republicanos, e depois migrou para o PROS, partido que foi incorporado neste ano ao Solidariedade.

No evento da última quinta-feira, Esteve primeiro chamou seu secretário municipal de Saúde, Dione Caruzo, para comunicar a ideia de castração feminina, e disse que iria sugerir o envio de um projeto de lei à Câmara Municipal. Na sequência de sua fala, o prefeito insistiu no raciocínio:

– Tem que ter um projeto federal, estadual e municipal, porque precisa, sim, desse controle. É muita responsabilidade colocar filho no mundo – argumentou Esteves.

Em nota divulgada após a repercussão do episódio, a prefeitura de Barra do Piraí afirmou que Esteves “jamais teve intenção de promover qualquer prática danosa ou preconceituosa às mulheres”, e atribuiu a fala a um momento de “descontração”.

Em suas redes sociais, Esteves se manifestou sobre o assunto neste domingo, sem mencionar a expulsão do partido. Em uma publicação, ele afirmou que “as palavras nem sempre refletem as verdadeiras intenções”, e culpou a repercussão do caso a um “erro de comunicação” e à forma “como interagimos no mundo digital”.

Fonte: O Globo.



Fontes – Link Original

5/5

Compartilhe nas suas Redes Sociais

Facebook
Twitter
WhatsApp

Parceiros TV Florida

TV Florida USA – A sua TV Brasileira nos Estados Unidos

Registre-se

Registre-se para receber atualizações e conteúdo exclusivo para assinantes

Entretenimento

Noticias Recentes

@2023 TV FLORIDA USA