Escândalo: Boris Johnson admite ter mentido sobre envolvimento no “partygate”

Escândalo: Boris Johnson admite ter mentido sobre envolvimento no “partygate”

Foto: Reprodução/SkyNews.

O ex-primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse nesta 3ª feira (21.mar.2023) que mentiu para a Câmara dos Comuns do Reino Unido sobre seu envolvimento no “partygate” – nome dado ao escândalo envolvendo festas na sede do governo durante restrições da pandemia.

No entanto, segundo Johnson, não há “nenhuma evidência” de que ele mentiu intencionalmente, reafirmando que suas declarações anteriores foram de “boa-fé”.

Em um documento de 52 páginas apresentado pela defesa de Johnson, o ex-primeiro-ministro afirma não ter sido avisado de que as reuniões particulares no escritório oficial violavam as regras de isolamento.

“Aceito que a Câmara dos Comuns foi enganada por minhas declarações de que as regras e orientações foram seguidas completamente, mas as declarações foram feitas de boa-fé e com base no que eu sabia e acreditava honestamente na época” disse.

O Comitê de Privilégios do Parlamento está analisando as declarações dadas por Boris Johnson à Câmara em 2021. O objetivo é investigar se o ex-premiê teria mentido intencionalmente sobre ter participado de festas ilegais durante a pandemia.

À época, Johnson afirmou que “não houve festas e não foram quebradas quaisquer regras relacionadas com a covid”.

Boris Johnson será interrogado sobre o caso pelo Comitê na 4ª feira (22.mar).

PARTYGATE
Um relatório, de autoria da funcionária pública Sue Gray, divulgado no dia 25 de maio de 2022 expôs que um escândalo envolvendo festas na sede do governo britânico durante as restrições da pandemia.

O episódio levou a uma onda de indignação no país e deixou sob pressão o ex-premiê Boris Johnson, filmado em uma das festas. O relatório não culpava especificamente Johnson, mas diz que líderes públicos incentivaram o desrespeito às regras.

Conversas via e-mail e WhatsApp mostraram que funcionários planejaram as celebrações com antecedência. Em algumas mensagens, dão detalhes sobre quem levaria álcool para as reuniões.

À época, o documento divulgado detalhou por fotos que o ministro participou das celebrações. Uma delas foi na comemoração de seu aniversário em 19 de junho de 2020. No relatório, Gray diz que Johnson não foi informado da reunião com antecedência.

Em outra festa, celebrada na noite anterior ao funeral do príncipe Phillip, em abril de 2021, os participantes ficaram até de madrugada e quebraram um balanço na sede do governo.

Um vídeo, datado de 22 de dezembro de 2020, mostra Boris Johnson e o ministro das Finanças acompanhados de seus assessores em uma festa de Natal durante o lockdown.

Créditos: Poder360.

Leia também:

Fonte Terra

5/5

Compartilhe nas suas Redes Sociais

Facebook
Twitter
WhatsApp

Parceiros TV Florida

TV Florida USA – A sua TV Brasileira nos Estados Unidos

Registre-se

Registre-se para receber atualizações e conteúdo exclusivo para assinantes

Entretenimento

Noticias Recentes

@2023 TV FLORIDA USA